Câmara de Turismo 4.0 mapeia soluções tecnológicas aplicáveis a Destinos Inteligentes

levantamento-e1619820721851.jpeg

Levantamento é feito por meio de um questionário online elaborado por um colegiado formado pelo MTur e o MCTI para fomentar a criação de locais do tipo no Brasil

Mapear iniciativas tecnológicas nacionais que possam suprir futuras demandas de Destinos Turísticos Inteligentes (DTI) no Brasil e fomentar a atuação de startups. Este é o objetivo de um questionário online elaborado pela Câmara de Turismo 4.0, grupo formado após um acordo de cooperação entre os ministérios do Turismo e da Ciência, Tecnologia e Inovações e que definirá políticas públicas voltadas à digitalização e apoiará a criação de DTIs. (Acesse aqui o questionário).

O levantamento, aberto a qualquer empresa de base tecnológica ainda na fase de desenvolvimento ou já em operação, pode ser respondido eletronicamente até 10 de maio deste ano. As soluções tecnológicas aplicadas devem atender às seguintes demandas: governança, sustentabilidade, acessibilidade, comercialização e marketing turístico, novas experiências do turista, informações turísticas e infraestrutura tecnológica dos destinos.

O secretário nacional de Desenvolvimento e Competitividade do Turismo do MTur, William França, estimula a participação na pesquisa. “É de fundamental importância conhecermos as iniciativas inovadoras já existentes no país e, com isso, subsidiar os trabalhos que já estão em curso para o desenvolvimento de Destinos Turísticos Inteligentes no Brasil. Esta é uma ação que exige um esforço conjunto, com a participação ativa dos poderes público, privado e da sociedade”, argumenta.

A Câmara de Turismo 4.0 é composta por três grupos de trabalho: de Desenvolvimento Profissional e Capital Humano, coordenado pelo MTur, que consolidará propostas de capacitação para a inovação; de Desenvolvimento de Destinos Turísticos Inteligentes, também a cargo do MTur, voltado ao fomento de instrumentos de transformação digital; e de Soluções e Tecnologias Digitais para Destinos Turísticos Inteligentes, sob a liderança do MCTI.

No início de 2021, a fim de promover o desenvolvimento de DTIs no Brasil, o Ministério do Turismo firmou uma parceria junto ao instituto argentino Ciudades del Futuro (ICF) e a Sociedade Mercantil Estatal para a Gestão da Inovação e as Tecnologias Turísticas (SEGITTUR), da Espanha. As instituições são pioneiras na área, e a proposta é que a metodologia da SEGITTUR seja adaptada à realidade brasileira pelo ICF e implementada em projetos-pilotos.

PILOTOS – No último dia 22, por videoconferência, o ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, convidou representantes das primeiras nove cidades, de um total de 10, que vão integrar o projeto-piloto de DTIs no Brasil. A lista inclui duas capitais de cada região do país: Rio Branco e Palmas (Norte); Recife e Salvador (Nordeste); Campo Grande e Brasília (Centro-Oeste); Florianópolis e Curitiba (Sul) e Rio de Janeiro (Sudeste). A 10ª localidade será anunciada em breve.

Por André Martins
Assessoria de Comunicação do Ministério do Turismo
Foto: Banco de Imagens/Casa Civil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

scroll to top
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial