Oito em cada dez mulheres planejam viajar de forma mais simples, afirma pesquisa

photograph-4091950_640.jpg

Levantamento da Booking.com revela tendência das brasileiras em procurar por locais diferentes dos habituais e em meio à natureza

Cerca de oito em cada dez brasileiras planejam viajar de forma mais simples, durante a retomada das viagens no país. A constatação é de uma pesquisa da plataforma digital Booking.com e vem em alusão ao Dia Nacional da Mulher, comemorado anualmente no dia 30 de abril. Para elas, de acordo com o levantamento, os destinos ao ar-livre ou locais ideais para curtir a família terão a preferência no roteiro das próximas férias.

Segundo 65% das entrevistadas, as restrições de passeios em alguns destinos só criaram um desejo ainda maior de conhecer novos locais. É o caso da produtora de conteúdo digital do instagram “Mulheres que Viajam Sozinhas”, Luciane Leal. Sua última viagem foi em janeiro de 2020 e desde então ela vem nutrindo cada vez mais a vontade de conhecer destinos nacionais. “Eu acho que toda essa situação provoca certa urgência nas pessoas em realizar as coisas que querem, em fazer as coisas que a gente ama fazer. Desde que eu me conheço por gente eu sou viajante, nasci em uma família de viajantes, trabalhei 18 anos como comissária de bordo”, disse.

Para ela, o momento agora é de aproveitar a diversidade dos atrativos brasileiros, observando as restrições impostas por cada local. “Assim que possível, eu planejo retornar as minhas viagens para aproveitar o lazer em destinos como Fernando de Noronha (PE), sul da Bahia, Pantanal e Amazônia. Mas antes, temos que pesquisar sobre o local escolhido. Saber como o destino está recebendo o turista, se há restrições”, atentou a produtora de conteúdo.

A pesquisa revela ainda que 16% das brasileiras planejam curtir o lazer através do turismo de aventura, 58% em uma viagem relaxante e 54% delas planejam realizar uma pausa na rotina para uma “trip” na praia. “Se tiver viajantes conscientes e informadas, a gente pode fazer turismo nesse momento, desde que a gente pare para pensar no impacto que a gente causa no lugar para onde estamos indo”, destacou Luciane Leal.

A PESQUISA – Realizada em 28 países, a pesquisa do Booking.com contou com a participação de 20.934 pessoas, de forma online, que viajaram a negócios ou a lazer no último ano e que planejam viajar nos próximos 12 meses.

SELO – Desde junho de 2020, o Ministério do Turismo disponibiliza o selo “Turismo Responsável” no intuito de dar segurança sanitária aos turistas e aos trabalhadores do setor. O documento está disponível para 15 segmentos, como meios de hospedagem, parques temáticos, restaurantes, cafeterias, bares, centros de convenções, feiras, exposições e guias de turismo, entre outros.

Cada atividade possui um protocolo específico, elaborado em parceria com empresas e instituições ligadas ao setor, a partir de diretrizes internacionais e validados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Para utilizar o selo, o empreendedor deve afixá-lo em local de fácil visualização do cliente. O estabelecimento pode ainda oferecer um QR Code, de modo que turistas tenham a chance de verificar as medidas adotadas.

Por Victor Maciel
Assessoria de Comunicação do Ministério do Turismo
Foto: Jade Queiroz/MTur

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

scroll to top
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial