Maioria acredita no retorno integral de viagens e eventos já em 2022, diz pesquisa

travel-1209355_640.jpg

A Associação Latino Americana de Gestão de Eventos e Viagens Corporativas (Alagev) divulgou os dados da 3ª pesquisa ‘Tomada de Informações do Impacto do Coronavírus’, realizada entre julho e agosto deste ano com fornecedores da área, gestores de eventos e gestores de viagens. A expectativa de 68% dos entrevistados é que a retomada das viagens de forma integral aconteça em 2022

Os principais dados indicam que o retorno do setor começou a partir de julho deste ano, no entanto, muitos dos participantes afirmam que a retomada completa deve acontecer somente em 2022. A expectativa de 56% dos fornecedores é que os eventos retornem integralmente em 2022.

Além disso, o impacto da pandemia foi significativo para 90% dos fornecedores de eventos e viagens corporativas. Desse total, 45% tiveram cancelamento completo dos eventos que seriam realizados e 30% postergaram as datas. A pesquisa também identificou que os efeitos da pandemia ocasionaram mudanças na política de viagens, além de tendências para os próximos meses, como a preferência por eventos ao ar livre.

Com relação às viagens, 51% dos fornecedores que participaram da coleta indicam que mudaram a metodologia de trabalho exigindo pré-aprovação de um “C Level” para todas as viagens. E 30% dos participantes também afirmaram mudanças, com a exigência de aprovação da área de segurança, bem-estar ou medicina do trabalho.

Do total de participantes, 30% tiveram cancelamentos das viagens dos clientes, mas, cerca de 55% já observam um aumento na demanda novamente. A pesquisa foi feita Do total de participantes, 30% tiveram cancelamentos das viagens dos clientes, mas, cerca de 55% já observam um aumento na demanda novamente. A pesquisa foi feita com 208 empresas, como aéreas, hotéis, resorts, agências de eventos e incentivos, destinos, empresas de transporte, tecnologia, áudio e vídeo.

Tendência de eventos híbridos e preferência por locais abertos
Cerca de 50 gestores de eventos, que trabalham em grandes corporações, também participaram do estudo promovido pela Alagev. Desses, 50% destacaram que precisaram cancelar todas as cerimônias por conta da pandemia e 32% cancelaram parcialmente. Do total de entrevistados, 73% acreditam que os eventos presenciais retomam apenas em 2022. A maioria também sugere que nos próximos 12 meses os eventos devem continuar no esquema híbrido.

Cerca de 93% dos gestores de viagem visam buscar oportunidades em locais abertos e ventilados, incluindo ao ar livre, o que denota que os modelos de espaços tradicionais precisarão se reformular para atender a demanda. Nesse sentido, vale dizer que 90% dos participantes da pesquisa são a favor de testagem no público dos eventos.

Diminuição de orçamento para viagens
Com relação aos gestores de viagens, 71 participaram do estudo. Os principais indicadores da pesquisa mostram que 25% das empresas pretendem retomar as viagens corporativas a partir de outubro deste ano, 23% retornaram desde julho e 21% sinalizam que o retorno será apenas em 2022.

Sobre o orçamento para a realização de viagens, 59% dos gestores alegam que a verba diminuiu comparada a 2019 e 92% acreditam que o volume de viagens corporativas em 2012 será 40% menor em relação a 2019, isso principalmente por conta do crescimento de negócios firmados de forma remota.

Por Pedro Menezes – Mercado & Eventos
Foto: Imagem de Free-Photos por Pixabay

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

scroll to top
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial